sexta-feira, 13 de novembro de 2015

A GUERRA NAS ESTRELAS QUE REALMENTE ME INTERESSA.



Dês de 2011 o Wilco não lançava um disco novo. “The Whole Love” foi um grande disco, inspirado, tenso, bem construído. Dês de então a banda saiu por ai fazendo shows, com projetos paralelos, mas nada de soltar um novo disco. Minha expectativa era grande quando pensava em um novo trabalho da banda, e minha surpresa foi maior ainda quando um belo dia desses vi que eles soltavam então um trabalho novo inteiramente de graça na internet, assim, sem ter avisado nada antes. “O que é mais divertido que uma surpresa?” Dizia Jeff Tweedy, vocalista da banda no Facebook soltando o link do disco novo para ser baixado free. Um sorriso de surpresa e excitação abriu em mim, e eu fui logo colocar o download para ser feito.

Star Wars” chegou de surpresa para os fãs e em um momento bem interessante. Se antes diversas bandas procuravam o caminho de promover seus trabalhos em diversos meios, TV, rádio, revistas, fazendo propagandas, chamando atenção, o Wilco resolveu ir por outro caminho, usando a internet como um forma de chamar as pessoas para seu novo trabalho. No ano em que uma nova “Guerra nas Estrelas” criada originalmente por anos atrás George Lucas vem por aí criando falação no público nerd e em quem gosta de cinema, colocar um disco com o título de “Star Wars” é uma ótima forma de estar sempre nos buscadores da internet. Assim como colocar um lindo gatinho na capa do disco, é uma forma de chamar atenção das pessoas que navegam despercebias no Facebook, por exemplo, lugar de depositar falas desconexas sobre o dia a dia, perto de fotos bonitinhas de bichinhos.

E sabemos que uma boa jogada de marketing é necessária para dar voz a um trabalho, o Wilco, aprendeu bem nestes anos em como fazer seu nome, e foi se tornando uma das bandas mais respeitadas no cenário da música hoje em dia, foi construindo bem seu caminho dês do primeiro “A.M.” até o “Yankee Hotel Fox Trot”, onde conseguiram mostrar realmente ao que vieram para quem ainda tinha alguma dúvida; fazer música. E se é pra fazer música, então façamos, tome aí, música de graça, de surpresa. Música. Pronto. E com boa qualidade.

Star Wars” é sem dúvida um dos discos mais interessantes da banda. O mais curto, bem mais leve que seu antecessor “The Whole Love”, e aqui misturando graciosamente os experimentalismos que são uma das marcas da banda com o ato de ir direto ao ponto, em músicas rápidas, bem compostas, com guitarras e riffs marcantes. Como sempre fizeram dês do princípio.

Abrindo o disco com uma música instrumental o Wilco mostra sua marca registrada, guitarras desconexas criando uma música de abertura desconjuntada. Mas o disco vai seguindo sem essa desconjunção que era tão marcante e procurada pela banda, por exemplo, em músicas como “Via Chicago”. Em “Star Wars” vão seguindo e mostrando boas canções, rápidas, melódicas, sem o peso da melancolia, sem choro, com precisão. “Random Name Generador” é um bom exemplo disso, terceira canção do disco, é uma daquelas onde os riffs marcam e colam nos ouvidos, assim como a melodia.

You Satelite” é aquela onde a guitarra vai criando um ar espacial para você viajar, ir longe, acompanhar os músicos numa canção que vai crescendo aos poucos, até chegar ao seu alto, e depois descer para em seguida você entrar na melódica balada “Taste the Ceiling”, uma canção viajante, calma, muito bela. O Wilco sempre foi uma banda que se garantiu em mandar ótimas baladas. “Magnetize” fecha o disco, com teclados com efeitos sintetizados, trazendo uma onda meio Beatles para encerrar essa viajem.

Star Wars” é o nono trabalho de estúdio da banda, que chegou de surpresa para os fãs, e que vai pegando os fãs assim, de surpresa, se supetão, e vai pegando aos poucos. É um disco rápido, com pouco mais de 30 minutos de duração, com ótimas canções. Talvez não seja o disco indicado para alguém que nunca ouviu a banda começar por ele, mas definitivamente para quem já é fã, vem como aquele trabalho bem feito, com a marca registrada de boa qualidade que o Wilco sempre veio mostrando dês do primeiro lançamento.

O Wilco soltou por tempo limitado o disco em seu site para download, mas ele já pode ser ouvido de graça no tube, tanto a versão de estúdio, como ao vivo. Nos shows a banda tem tocado o disco na íntegra dês que soltaram na internet o trabalho.



Aqui uma bela apresentação acústica que fizeram à uns dois meses atrás na KEXP.


Nenhum comentário: