domingo, 7 de fevereiro de 2016

O MEDO

Onde fico se o lugar mal conheço?
Que coração habito se não me chega pulso?
Que olho me encara quando faz escuro?
Que poema ou quadro tem meu traço
Se é tinta escassa meu percurso vago?
De que lado estou no qual escuridão me habita dia e noite?
 Em que peito dôo?
Que paixão sou eu sem me saber desperto?

E que vida é essa que não encontro?

26/01/2004

Nenhum comentário: