quarta-feira, 30 de março de 2016

DIRTY DREAM #3

Estou dormindo e sinto uma presença. Tento acordar mas não consigo ver nada, tudo turvo, cinza. Carlos, escuto uma voz de mulher me chamando. Não me assusto, sei que estou dormindo só, sempre durmo só, só gosto de dormir só. Tento abrir os olhos e vou conseguindo aos poucos. Vejo o teto do quarto, vejo que já é dia, vejo minhas mãos em cima da barriga, mas não consigo me levantar. Sei que estou dormindo ainda e não consigo me levantar. Tento por minutos acordar, sei que durmo e que isso é aquele negócio da paralisia do sono. Tento. Tento. E vou ficando cansado, vou voltando pruma escuridão até tudo ficar escuro mesmo. E quando já estou caindo. Ei. Escuto bem próximo. É uma voz de homem dessa vez. Então me assusto mesmo e vou abrindo os olhos. Vejo o teto do quarto. Tento levantar mais não consigo. Sinto aquela sensação estranha de que tem alguém no quarto comigo. Mais de uma pessoa. Deitado vejo o teto e pouca coisa ao meu redor. Sinto aquele calafrio, meu corpo todo se arrepia e eu não gosto da sensação. Abro os olhos de novo e tento me mexer, mas não consigo. Então começo a gritar. Aãããããã Aãããããã Aããããã o grito mongoloide saindo mole da minha boca. Acho estou gritando mesmo, fora do meu sono. E me toco que mesmo que alguém consiga ouvir, nada podem fazer, a porta está trancada. Sempre tranco a porta do quarto quando vou dormir. Não consigo acordar e vou ficando cansado. Então vou parando. Tento me acalmar. Fecho os olhos de novo. E vou tentando acalmar. Então volto a dormir de novo e sonho, ou penso que durmo e sonho, ou então sonho que estou pensando que estou sonhando. Que acordo, e levanto da rede, vou até a porta e giro a chave, mas deixo a porta fechada, depois sento na cama, depois deito. Fico olhando pro teto. Me sinto cansado mesmo tendo levantado agora. Sempre me sinto cansado depois que acordo. Fico olhando pro teto e então vou ficando com sono novamente. Sinto a dormência vindo de dentro pra fora e resolvo voltar a dormir. Aos poucos vou relaxando e vou caindo na escuridão. Então sonho que estou em uma cidade cheia de prédios e as pessoas passam correndo e falando que vai acontecer uma reunião onde os militares vão resolver se destroem tudo ou não, e eu começo a andar depressa com as pessoas que passam pra ir a praça onde vai acontecer a reunião. A cidade é cheia de prédios cinza e grama verde no chão. Vou andando e correndo com as pessoas que dobram esquinas e seguem em ruas. Então acordo. Vejo o teto e vejo que já é dia. Fico deitado olhando pro teto me sentindo cansado.

Nenhum comentário: