quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

NADA PARA FAZER.

De manhã bem cedo, antes de dormir, às vezes eu não tenho o que fazer. Às vezes tiro umas fotos do dia nascendo. É meu horário predileto. Mentira, não tenho horário predileto, mas o prefiro do que a noite caindo. Quase nada a respeito. Só um pouco mais bonito.






Às vezes, quase sempre sempre pra caralho eu tenho muitas coisas pra fazer e não faço nada porque o que quero fazer é sempre outra coisa que a que estou fazendo, e sempre quero estar em um lugar no qual não estou, e quando estou nele quero voltar e deitar, e quando deito quero dormir, mas o sono não vem, ele simplesmente não vem. Estão eu só quero, como o Lobão diz, “dormir sem sonhar, apenas dormir sem sonhar”. Mas até de olhos fechados imagens surgem dentro da minha cabeça. Eu não faço nada com elas, eu às vezes só escrevo no diário dos sonhos. Não serve pra nada.

Diário 16/12/2010 02:42

4 comentários:

M. disse...

Lá tas tua com a tua autocomiseração...

Olha serviu para fazer um post. Eu ver/ler e comentar....


Queres mais?

Mas concordo. Também preciso de dormir sem sonhar.

TILIDA disse...

Estou bem aonde não estou...
Quero ir aonde não vou...

Dan disse...

Lindas fotos

Carlos Alberto disse...

Tenho leitoras bondosas :)