sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

CARTOON PARA UMA LÁGRIMA.

Uma mágoa que se guarda
é como vestir uma farda
de um exército vencido
além de ser caso perdido
não há gritos de batalha
mas dor a torto e a direito
a fazer alarde e ruído:

Cupins na trágica mortalha
e uma lágrima pendurada
na túnica que cobre o peito
como tua única medalha



Do Polaco da Barreirinha thadeu w.

3 comentários:

M. disse...

Grata surpresa. Lindo o poema. Muito. Toca bem fundo. E ainda o oiço...

Blogueira Fajuta disse...

Adorei isso.

Carlos Alberto disse...

Um bom poema mesmo.