segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

PRIMEIRA FLIPOBRE.

A Flipobre, primeira feira literária via internet foi ao que tudo indica um sucesso. O evento criado pelo amazonense Diego Morais e que teve a participação do escritor Roberto Menezes na parte técnica, aconteceu ontem, durante toda a tarde, e foi até o fim de noite, com diversas mesas, hongouts com escritores debatendo sobre literatura, tudo ao vivo.

Foi algo bonito de ver, todas as mesas debateram coisas importantes, instigantes. E levando em conta que a maior parte dos escritores que participaram eram não muito conhecidos ao grande público, ver que teve hongouts com 180 pessoas assistindo foi algo muito bom de ver.


Os debates como já tinha dito aqui, foram da formação de novos leitores, machismo na literatura, escritores e leitores e a questão da internet como ferramenta de auto publicação. Este que vos escreve teve uma tímida participação na mesa “Editora pra que?” onde escritores ainda inéditos em livro e recém publicados discutiram a internet como ferramenta de alto publicação, como forma de divulgação do trabalho literário. E embora minha participação tenha sido mínima, tímida e silenciosa, gostei muito de ter sido um dos convidados do evento e ter participado da conversa, em que muitos momentos acabei preferindo ficar como ouvinte. Falar em público não é a minha praia. Foda foi no meio do hongout meu computador arquejante ter desligado por completo, e quando voltei a mesa já estava no final. De toda forma valeu demais.

Abaixo segue o vídeo do estrago.



No canal do youtube da feira, os vídeos de todas as mesas e intervenções estão hospedados. Confiram

Nenhum comentário: